Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

bicho do mato

Aqui fala-se de natureza, aves, bichos em geral e do que mais me passar pela cabeça

bicho do mato

Aqui fala-se de natureza, aves, bichos em geral e do que mais me passar pela cabeça

11
Out18

Os Fenótipos e a Etologia - Penas

Preciosas auxiliares para o voo, a presença destas estruturas é uma das características distintivas da Classe Aves. No entanto, as penas podem ter uma série de outras funções tais como o isolamento térmico, a impermeabilização e a camuflagem. São também muitas vezes utilizadas como acolchoamento para os ninhos e até como objecto de atracção sexual. O número e tipo de penas que um animal apresenta depende em grande parte da sua etologia e habitat.

 

Esta bela ave, devido ao seu modo de alimentação, desenvolveu uma plumagem que, além de ser um regalo para a vista, permite mantê-la seca, quente e aerodinâmica mesmo ao mergulhar nas águas onde captura as suas presas.

 

Guarda-rios (Alcedo atthis)

- Guarda-rios (Alcedo atthis
Espaço Interpretativo da Lagoa Pequena - Sesimbra (08-10-2016)

 

Já no caso de algumas aves estepárias como o alcaravão e o sisão, as penas desenvolveram-se no sentido de lhes garantir uma boa camuflagem contra os predadores.

 

Sisão (Tetrax tetrax)

- Sisão (Tetrax tetrax)

- Sagres (30-09-2016)

 

As suas cores e padrões mimetizam os habitats que frequentam e permitem-lhes passar despercebidos até aos olhos dos observadores mais atentos.

 

Alcaravão (Burhinus oedicnemus)

- Alcaravão (Burhinus oedicnemus)

- Vila Nova de Milfontes (21-01-2017)

 

[EN]

Phenotypes and Ethology - Feathers

 

Precious flight aids, the presence of these structures is one of the distinctive features of the Aves Class. However feathers may also have a number of other functions such as thermal insulation, waterproofing and camouflage. They are also often used as cushioning for nests and even as an object of sexual attraction. The number and type of feathers an animal exhibits depends to a large extent on their ethology and habitat.

 

This beautiful bird, due to its feeding behaviour, has developed a plumage that besides being a gift for the eyes, allows to keep him dry, warm and aerodynamic even when diving in the waters where it captures his prey.

 

- Common Kingfisher (Alcedo atthis

Espaço Interpretativo da Lagoa Pequena - Sesimbra - Portugal (08-10-2016)

 

In some steppe birds like the Stone Curlew or the Little Bustard, the feathers developed in order to guarantee them a good camouflage against predators. Their colors and patterns mimic their habitats and allow them to go unnoticed even to the eyes of the most attentive observers.

 

- Little Bustard (Tetrax tetrax)

- Sagres - Portugal (30-09-2016)

 

- Stone Curlew (Burhinus oedicnemus)

- Vila Nova de Milfontes - Portugal (21-01-2017)

09
Jan18

Os Fenótipos e a Etologia - Olhos que tudo vêem

Embora no nosso dia-a-dia tenhamos geralmente a necessidade de dar uso aos nossos 5 sentidos, a visão é possivelmente aquele do qual mais dependemos. Na natureza, se nem todos os animais dependem assim tanto dos olhos, alguns evoluíram de forma a especializarem-se no uso destes órgãos sensoriais.

 

A águia-pesqueira é um desses animais. A visão binocular - possibilitada pela posição dos olhos na parte frontal da cabeça - ajuda-a a avaliar as distâncias, a estrutura das penas por cima dos olhos serve para reduzir o brilho dos reflexos do sol na água e sua excelente visão permite-lhe descobrir os peixes debaixo de água. Isto, em conjunto com algumas outras adaptações (como dedos exteriores reversíveis, membranas nictitantes e válvulas nas narinas), tornam esta ave num dos pescadores mais eficazes do mundo animal.

 

Águia-pesqueira (Pandion haliaetus)

- Águia-pesqueira (Pandion haliaetus)

- Vila Franca de Xira (23-12-2017)

 

Outra fantástica adaptação evolutiva é a visão nocturna dos mochos e corujas. Também possuidoras de uma boa visão binocular, estas rapinas têm olhos grandes e não possuem verdadeiramente um globo ocular mas sim "tubos" alongados. A sua retina apresenta poucas das células receptoras que reagem às cores (cones) mas muitas das células sensíveis à luz e ao movimento (cilindros). Estas características, apesar de impedirem que estes animais percepcionem as cores do mesmo modo que nós, ajudam a aumentar a eficiência em condições de pouca luz, permitindo-lhes ver - e caçar - de noite.

 

O seu voo silencioso e a sua visão nocturna são sinónimo de morte, para as presas destes implacáveis predadores.

 

Mocho-pequeno-de-orelhas (Otus scops)

- Mocho-pequeno-de-orelhas (Otus scops)

- Penamacor (18-06-2017)

 

[EN]

Phenotypes and Ethology - All-seeing eyes

 

Although in our day-to-day life we ​​usually need to use our 5 senses, vision is possibly the one we depend on the most. In nature not all animals depend so much on the eyes, but some have evolved to specialize in the use of these sensory organs.

 

The osprey is one of these animals. Binocular vision - made possible by the position of the eyes on the front of the head - helps her evaluate distances, the structure of the feathers above the eyes is useful to reduce the glare of the sun's reflections in the water and the excellent vision allows her to spot the fish under water. This, along with some other adaptations (such as reversible outer toes, nictiting membranes and closable nostrils) make this bird one of the most effective angler in the animal world.

 

- Osprey (Pandion haliaetus)

- Vila Franca de Xira - Portugal (23-12-2017)

 

 Another fantastic evolutionary adaptation is the night vision of owls. Also possessing good binocular vision, these birds have large eyes and do not truly possess an eyeball but rather elongated "eye tubes". Their retina has few of the receptor cells that react to the color (cones) but many of the sensitive to light and movement cells (rods). These features, while preventing these animals from perceiving color in the same way as we do, help increase efficiency in low light conditions, allowing them to see - and hunt - at night.

 Their silent flight and night vision means death to the prey of these implacable predators.

 

- Eurasian Scops Owl (Otus scops)

- Penamacor - Portugal (18-06-2017)

06
Set17

Os Fenótipos e a Etologia - Patas e Garras

As patas são outra parte da morfologia das aves que varia bastante de acordo com a sua fenologia. Enquanto que as aves limícolas tendem a ser pernaltas para poderem deslocar-se nas zonas entre-marés, os pequenos passarinhos têm patinhas finas e delicadas apropriadas para se agarrarem aos pastos e ramos. Já as aquáticas possuem membranas inter-digitais, ao passo que as trepadoras apresentam os dedos dispostos em pares com unhas finas e afiadas. Por sua vez, as rapinas rapinas estão armadas com garras não menos afiadas mas bem mais fortes, para poderem segurar as suas presas.

 

Uma águia "surfando" um enorme peixe é uma das visões mais espectaculares que podemos ter nos nossos rios, estuários ou barragens e demonstra que esta rapina não foge à regra, apresentando garras especialmente fortes e recurvadas, especializadas na captura de peixes vivos.

 

Não há realmente engenharia melhor do que a da velha mãe natureza.

 

- Águia-pesqueira (Pandion haliaetus)
- Espaço Interpretativo da Lagoa Pequena - Sesimbra (10-09-2016)

 

Águia-pesqueira (Pandion haliaetus)

 

 [EN]

Phenotypes and Ethology - Paws and Claws

 

The paws are another part of the morphology of bird that varies greatly according to its phenology. Waders tend to have long legs to be able to move in intertidal areas whereas small birds have thin and delicate paws appropriate to cling to pasture and branches. Aquatic birds have inter-digital membranes while climbers have the fingers arranged in pairs with thin, sharp nails. Birds of prey are armed with no less sharp but much stronger claws, in order to hold their preys.

 

An eagle "surfing" a huge fish is one of the most spectacular views that we have in our rivers, estuaries and dams and it shows that this eagle is no exception, with especially strong curved claws, specialized in capturing live fish.

 

There is no better engineer than the old Mother Nature.

 

- Osprey (Pandion haliaetus)

- Espaço Interpretativo da Lagoa Pequena, Sesimbra - Portugal (10-09-2016)

01
Set17

Os Fenótipos e a Etologia - Asas

Serão as asas de um pardal semelhantes às de uma avestruz? E as de um abutre terão a mesma função das de um colibri?

 

Os membros anteriores das aves representam uma das mais fantásticas adaptações morfológicas do mundo natural, ainda assim nem todas as espécies os utilizam da mesma forma... a especiação levou a que surgissem alterações de acordo com o uso específico que cada espécie lhes dá (ou foi o uso que levou à especiação?).

 

As asas das grandes planadoras desenvolveram-se de forma a facilitar a captação das correntes térmicas, os pinguins não têm a capacidade de voo, mas utilizam-nas para nadar, já os guarda-rios com o seu voo "frenético" conseguem utilizá-las de forma a mergulhar e rapidamente manobrar para voltarem à superfície.

 

Este falcão é o animal mais rápido do mundo. Atinge velocidades que rondam os 300 km/h, em parte graças às suas asas longas e ponteagudas. Vê-lo a caçar é um privilégio e presenciar uma cena de caça a dois em que o casal manobrava na tentativa (bem sucedida) de capturar um andorinhão, foi dos melhores momentos "Nat Geo" que já vivi.

 

- Falcão-peregrino (Falco peregrinus)

- Almada (12-05-2016)

 

Falcão-peregrino (Falco peregrinus)

 

[EN]

Phenotypes and Ethology - Wings

Are the wings of a sparrow similar to the wings of an ostrich? And the wings of a vulture will have the same function than the ones of a hummingbird?

The forelimbs of birds are one of the most fantastic morphological adaptations of the natural world, yet not all species use them the same way... speciation led to arise changes according to the specific use that each species gives them (or was that use who led to speciation?). 

The wings of large soaring birds were developed to facilitate the capture of thermals, penguins do not have the flight capacity but instead use them for swimming while the kingfisher with its "frantic" flight have the capacity to dive and quickly maneuver to return to the surface.

This falcon is the fastest animal in the world. It reaches speeds around 300km/h in part thanks to its long and pointy wings. To see him hunting is a privilege and to witness a hunting scene where the couple was maneuvering in an (successful) attempt to catch a swift was one of the best "Nat Geo moments" of my life.

 

- Peregrine Falcon (Falco peregrinus)

- Almada - Portugal (12-05-2016)

24
Ago17

Os Fenótipos e a Etologia - A Importância do Bico

A morfologia do bico das aves tende a reflectir o seu tipo de alimentação. Aves com bicos curtos e grossos alimentam-se de sementes... se este for forte, afiado e curvado na ponta pertencerá certamente a um predador ao passo que bicos mais finos e afunilados servem geralmente para comer insectos e/ou fruta.

 

Fuselo (Limosa lapponica) Praia do Torrão (08-09-

 

Estas belas aves apresentam uns enormes apêndices, ligeiramente recurvados para cima, adequados para capturar e ingerir invertebrados em zonas estuarinas. Chegam a parecer desajeitados mas, tal como pude observar "in loco", este bico não lhes causa qualquer atrapalhação, cumprindo a sua função a preceito.


Apesar de não me ter sido possível confirmar, o seu comportamento levou-me a crer que se estavam a alimentar de Pulga-do-mar (Talitrus saltator).

- Fuselo (Limosa lapponica)
- Almada (08-09-2016)

 

Fuselo (Limosa lapponica) Praia do Torrão (08-09-

 

[EN]

Phenotypes and Ethology - The Importance of the Bill

The morphology of the bird's beaks tends to reflect the type of feeding. Birds with stubby beaks feed on seeds... if it is strong, sharp and curved at the tip certainly belong to a predator while thinner and tapered nozzles generally are used to eat insects and / or fruit.

These beautiful birds have a huge and slightly curved upward appendages, suitable to catch and eat invertebrates in estuarine areas. They maybe seem clumsy, but, as I could observe "in loco", this nozzle does not cause them any embarrassment, fulfilling its role to perfection.

Although I have not been able to confirm it, his behavior led me to believe that they were feeding on Sand Hopper (Talitrus saltator).

 

- Bar-tailed Godwit (Limosa lapponica)

- Almada - Portugal (08-09-2016)

Eu

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts destacados

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D